quinta-feira, 17 de julho de 2014

Pão integral com aveia



Olá, boa tarde!

Hoje pela manhã não tinha pão para o pequeno almoço, à parte a forma de pão para torradas que nem sempre apetece...já que para mim, nem é pão....

Há dias  vi na Sic Mulher, na Nigella's Kitchen,  uma receita de Irish bread ( pão irlandês), que não precisa  ser levedado...para mim, é essa a parte chata do pão. Adoro experimentar receitas de pão, mas estar   14, 16, 24 horas à espera...nem sempre apetece.

Ora bem, tinha todos os ingredientes em casa, geralmente tenho uma lata de cerveja ou uma garrafa, para eventuais pratos de peixe ou carne, porque adoro a combinação da cerveja com natas. Tinha fermento de bolos, farinha integral e  apesar de não ter o sour milk ( leitelho) pode utilizar-se o iogurte líquido natural para substituir.

Aderi há duas semanas  ao Kéfir, que há muitos anos tinha usado. Ou seja, voltei a usar Kéfir. Por isso, tinha  leite fermentado por kéfir ( todos os dias tiro os bagos de Kéfir e  vou adicionando o leite fermentado obtido, num frasco e vidro que mantenho no frigorífico. Uso em batidos, com cereais, em bolos, etc...tudo fermenta melhor, já que é um fermento vivo que nos traz aporte de bem estar).
Ainda tenho pouco, deram-me o equivalente a meia colher de sopa, de grão, neste momento e volvidas duas semanas, está no dobro.
Em mais duas semanas já poderei partilhar um pouco. Óptimo para quem sofre  de colite ou outros distúrbios dos intestinos.

Ainda referindo o kéfir, como sofro de vesícula muito preguiçosa, ele tem-me trazido  muito bem estar, já que os meus intestinos estão a funcionar a 100%...


Voltando ao pão da Nigella Lawson, que passa ( creio que são episódios antigos), na Sic Mulher, na Nigella's Kitchen.

Adorei a ideia de ter um pão feito na hora, sem precisar de levedar. Como referi, precisava de pão para o pequeno almoço...resolvi arriscar e fazer.

Como se preparação:

 Ingredientes

  • 200 gramas de farinha integral                 
  •  50 gramas flocos de aveia  
  •  2 colheres de sopa,  de óleo ( usei de girassol)
  •  2 colheres de sopa, de mel
  • 1 colher chá de sal marinho
  • 1 colher chá de fermento de bolos ( a Nigella usa bicarbonato de sódio)
  • 1/2  chávena de  CERVEJA, MESMO SEM GÁS,(pode ser a que se guarda  para  molhos etc.) 
  •  Completar a chávena com sour milk, eu usei, como referi acima, Kéfir de leite( fica uma espécie de leite fermentado,  semelhante ao sour milk/ ou leitelho, ou iogurte líquido macrobiótico.
                                  
Numa taça junta-se todos os ingredientes secos.

A farinha, 200 gramas. Tinha experimentado a fazer pão com a receita que vem na embalagem, mas foi um fiasco, porque  esta farinha é um preparado para a máquina de  pão e como não tenho, usei como farinha normal, mas fui mal sucedida..quem ganhou foram as pombas do bairro onde moro...


 a colher de chá de fermento


As duas colheres de  óleo ( já disse que usei de girassol, pode usar-se azeite.


Duas colheres de sopa de mel...use a mesma colher que usou para o óleo e verta o mel sobre ela, este escorre que é uma beleza.




 Uma colher  de chá  de sal marinho ( repare que o sal marinho é mais húmido, já que é um produto natural)


 Meia chávena de cerveja


 Completar a chávena com leitelho/sour milk, iogurte líquido ou como eu usei, kéfir.


Adicionar à farinha e usar uma colher para mexer.


 Adicionar 50 gramas de  flocos de aveia. Envolver tudo




Todos sabemos que os grandes chefes de cozinha, fazem muita coisa a olho. Ora a massa não ficou como a Nigella tinha feito no programa,  a minha ficou mais líquida, mas como já tinha tido um fiasco com a farinha, confesso que tive medo de  colocar mais um pouco, de modo que  ficaram estilo scones...
Acrescentei um pouco e flocos de aveia sobre eles.

O forno tem de estar a estalar de quente, ela ( Nigella) fala em 220ºC. pré-aqueci  o forno por sete minutos,  coloquei o tabuleiro e baixei para 200ºC, a minha cozinha parecia uma sauna...

Claro que a minha cozinha, não é a de Nigella, ou melhor, a que tinha em Chelsea, um dos bairros mais in e luxuosos de Londres,  numa mansão de oito milhões de libras, eu sou um mortal normal, não estrela  do jet set...por isso me contento e adoro a minha cozinha...:)

.Assim, a minha experiência, como podem verificar, saiu em cheio. Os pãezinhos estão deliciosos.  O meu provador mor ( o meu companheiro de 43 anos de vida e marido) aprovou ...aliás, preciso dizer aqui, até o primeiro pão que fiz com esta farinha e que foi um fiasco, ele aproveitou a capa de cima, porque o interior ficou estilo queijo....gosta de tudo quanto cozinho.


Cá estão eles, deu oito (8) pãezinhos...experimentem. não custa nada....e até nem fica caro.

A próxima vez  vou  fazer com outras farinhas porque esta,  como diz a Nigella,  está cheia de glúten...tenho que fazer as contas das calorias, depois vou acrescentar.

Bom apetite e um resto de dia feliz. :)

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Refeição vegetariano

Boa tarde!!

Estamos na Páscoa, boa ideia um prato vegetariano.

Ingredientes ( para três/quatro pessoas)

Esparguete cozido e escorrido
Brócolos salteados ( guarde os talos para fazer o fundo das sopas)
1 lata de salsichas de soja
6 ovos batidos com um fio de natas...
Manteiga, ou óleo para fazer os ovos mexidos
uma colher de sopa de azeite para  saltear os brócolos, previamente escaldados em água fervente  e escorridos .
sal marinho ou flor de sal q.b.
1 cebola pequena picada muito fino
1 dente de alho picado muito fino
pimenta preta,
gengibre ralado ou em pó
Queijo mozarella ralado
.


 Este é o aspecto final, lindo não??? E muito saboroso!!


Os brócolos depois de  escaldados em água fervente e escorridos, são salteados numa caçarola, onde se colocou uma cebola picada e um dente de alho picado, com uma colher de azeite e sal.




Saltear os brócolos com os temperos, até terem a textura certa, pode cozer mais ou menos, consoante o gosto.



 Verificar temperos.



Escolhi estas salsichas de soja, há de outras marcas.



Em outra caçarola, colocar as salsichas às rodas, com um pouco de manteiga ou margarina.


Bater os ovos com um fio de natas, e  verter sobre as salsichas.



Depois de misturar o esparguete cozido, com sal e de bem escorrido, com as salsichas de soja envolvidas em ovo batido, adicionar os brócolos, e adicionar o queijo mozarella ralado.

Este é  o aspecto final...muito bom,simples, rápido e nutritivo.

Para um melhor  resultado, use um bom esparguete e deixe-o ao dente, ( coza apenas por sete minutos), use brócolos frescos.

Espero que goste da sugestão...bom apetite!!

terça-feira, 1 de julho de 2014

Panquecas sem glúten

Que tal um pequeno almoço, rápido e diferente.
Panquecas, estas feitas com farinha de arroz. Pode usar qualquer tipo de farinha, a comum, para usos culinários, a de milho, o polvilho, a farinha de bolos,mais fina, a de mandioca.

Receita:
2 chávenas rasas de farinha
1 colher de fermento para bolos
2 colheres de açúcar  ( fino, amarelo, frutose ou mel)
1 copo de leite ou dois potes de iogurte natural,
2 ovos grandes
1 pitada de sal
Bater com a varinha mágica, até ficar um líquido grosso e amarelinho.
Pode adicionar raspa de limão ou um pouco de baunilha ou canela.
Pode usar mais farinha e fazê-las mais grossas, aí terá de vigiar se estão cozidas por dentro.

Numa frigideira anti aderente  colocar um pedacinho do tamanho de uma ervilha de margarina ou manteiga.

Verter  uma colher grande ( dá aproximadamente duas de  sopa)
Dourar cada uma por dois minutos e virar ( lume/fogo médio) ( Dá para fazer numa frigideira ou caçarola grande 3 de uma vez)
Com ajuda da espátula, virar e dourar do outro lado.
Retirar e repetir, manteiga, massa, dourar, virar e retirar. Dá umas  12 a 16 panquecas pequenas.
Come-se com sumo ou café, polvilhado de canela e açúcar ou com compota.

 



 Estas foram feitas com farinha de arroz, ficam mais  brancas, mas deliciosas.


Com doce de marmelo, caseiro, uma delícia.

Espero que gostem da ideia, é fácil, super rápido de fazer e muito agradável. E sempre é um pequeno almoço diferente.

Bom apetite!!